“Conhecendo o RP”: Gisele Passos Lima Romanel

Por Sibele Lopes, Registro 4631
Relações- Públicas, Pós-Graduanda em Marketing Digital.

Para nossa primeira edição de 2021, entrevistamos Gisele Passos Lima Romanel, registro 3720. Graduada em Comunicação Social – Relações Públicas (1999) e em Jornalismo (2002) pela Universidade Federal do Paraná, é especialista em Comunicação Empresarial pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2004). Tem experiência na área de Comunicação Empresarial, Assessoria de Imprensa, Relações Públicas, Gestão de Redes Sociais Digitais e em Jornalismo Empresarial. Em 2007 concluiu Especialização em Gestão de Negócios (UFPR), fundamental para a gestão do seu próprio negócio, a Flamma Comunicação, fundada em 2000. 

Desde 2005  Gisele conciliou a empresa com sua carreira acadêmica, atividade que considera complementar e interdependente, tendo trabalhado nas Faculdades Eseei, ESIC e nas Faculdades Opet. 

Em abril de 2011 concluiu mestrado em Ciência, Gestão e Tecnologia da Informação (UFPR), com pesquisa sobre os sites de redes sociais. De 2012 a 2018 foi professora de graduação e pós-graduação da PUCPR. Em 2017 e 2018 integrou o grupo de pesquisa do CNPq “Estudos sobre Comunicação Organizacional e Relações Públicas: contextos históricos, estratégias e processos”. Foi conteudista de disciplinas na modalidade EaD de graduação da PUCPR e atualmente é revisora técnica do Sagah e conteudista da Unifacear.Também responde pela empresa Viva Marketing Digital em Curitiba, e é membro da Janela do Empreendedor, desde maio de 2020.

Qual o motivo a levou a escolher a profissão de RP?

Eu queria trabalhar com comunicação, estando inclinada para a Publicidade e Propaganda. Um dia meu avô chegou com um recorte da Folha de SP e me apresentou à profissão de RP. O jornal fez na época uma espécie de guia do estudante. Meu avô era um político respeitado em Curitiba nessa época e me falou um pouco sobre a profissão e eu gostei da ideia. Resolvi arriscar e não me arrependo!  

Poderia nos contar um pouco da sua trajetória profissional até o momento?  

Logo que eu me formei, em 2000, montei a minha empresa de Comunicação Empresarial, a Flamma Comunicação. Então, tive a situação diferenciada de sair da faculdade e já me tornar empresária. Tive muitas oportunidades interessantes ao longo desses 20 anos, atendendo a clientes como a Columbia Tristar Pictures, Walt Disney Company Brasil, Spaipa Coca-Cola (atual Femsa), HSBC, Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná, Sesi Cultura, Instituto Life e muitos outros. A Flamma nasceu com a vocação de atender clientes de cultura, mas depois especializou-se também em Turismo e Terceiro Setor. Atendi outros clientes também, de muitos portes, outros segmentos. Minha trajetória profissional se confunde com os inúmeros projetos que desenvolvi na empresa.

Em 2005 comecei a dar aulas em faculdades também, como uma carreira paralela. A ideia era me atualizar e trazer exemplos frescos para a sala de aula e, por conta dessa carreira, estudei a área e me preparei bastante. Depois da graduação em RP fiz também jornalismo, duas especializações (comunicação empresarial e gestão de negócios), mestrado (ciência, gestão e tecnologia da informação), além de inúmeros cursos de curta duração. Não dou aulas desde 2018. Desde o ano passado mantenho o contato com o ensino superior fazendo revisão técnica de conteúdo de cursos EaD, como revisora técnica e conteudista.

Qual foi trabalho mais marcante que você realizou na sua carreira?

Sem dúvidas foi atender por 15 anos a Walt Disney Company Brasil. Trabalhar com títulos repletos de magia e encantamento é muito legal! E ver como as personagens são trabalhadas desde seu início e se tornam gigantes na cultura popular é incrível. Ajudei a nascer Nemo, Detona Ralph, Valente, Frozen, Violetta, além de fortalecer a presença dos personagens da Marvel e outros títulos incríveis. Fiz eventos, parcerias, ações promocionais, assessoria de imprensa, cabines de imprensa e muito mais. Foi incrível! 

O que a motiva trabalhar como Relações Públicas na área de comunicação organizacional?

A comunicação organizacional é uma área ampla, repleta de detalhes que passam despercebidos pelos empresários, especialmente os pequenos. Conhecê-la faz com que ela trabalhe a seu favor. Sendo ela tão única é o que me motiva a trabalhar nessa área. 

Qual foi a situação, relacionada à sua profissão, mais difícil de resolver e como você conseguiu?  

Acredito que empreender no Brasil é o mais difícil, ainda mais em uma área como essa, que é a primeira a ser cortada em uma situação de risco ou crise. São 20 anos batalhando para manter o negócio. Se cheguei até aqui foi, primeiro, porque nunca desisti do meu sonho. Segundo, porque sempre contei com pessoas no caminho que me estenderam a mão e acreditaram nas minhas ideias, mesmo as mais ousadas. 

Quais são suas expectativas para os profissionais de Relações Públicas no mercado de trabalho na área organizacional e agências de comunicação, pós pandemia?  

Há um grande espaço para a área de comunicação, pois está havendo uma grande mudança de posicionamento de muitas marcas, com a abertura de novos canais. Imagem e conteúdo são vitais. Mas, o caminho passa pela ousadia e pela criatividade. Temos que saber pensar diferente! 

Qual mensagem você deixa a todos os colegas de profissão?

A profissão de RP é maravilhosa, mas tem um caminho a ser desbravado! É preciso coragem e é preciso acreditar que somos oportunidade para todos os tipos de marcas. O espaço é a gente que faz!