Pesquisa PR Scope revela que ainda há um campo enorme de crescimento para a atividade de RP no Brasil

A PR Scope, pesquisa que avalia o mercado de agências de Relações Públicas, é realizada no Brasil a cada dois anos. Nesta edição a pesquisa ouviu 320 executivos que a criatividade e inovação como os principais fatores para as marcas escolherem com quais agencias irão trabalhar. Foram considerados ainda: ética e compliance, planejamento estratégico e a equipe de profissionais.

O resultado confirma que o relacionamento das empresas com as agências ficou mais estratégico, deixando no passado pesquisaa época em que os serviços prestados se limitavam a Assessoria de Imprensa. Apesar de essa ainda ser uma das principais atividades de Relações Públicas, o mercado tem uma ampla oferta, que inclui zelar pela REPUTAÇÃO das marcas, especialmente no ambiente digital.

Dos investimentos em comunicação, o off-line é a área que recebe maior aporte, todavia, o percentual destinado para o on-line teve aumento de dezessete pontos percentuais em relação a 2015, passando para 38%. O que mostra que ainda há um campo enorme de crescimento para a atividade de RP no Brasil, que anualmente fica em média com 0,04% de verbas anuais que as empresas anunciantes faturam com vendas.

Os entrevistados também destacaram os profissionais de RP mais admirados pelo mercado brasileiro, colocando no topo do ranking Kiki Moretti, da In Press Porter Novelli. Na ordem, Roberta Machado, também da In Press Porter Novelli, Yacoff Sarkovas da Edelman Significa, Junia Nogueira de Sá, Fleishman Hillard, Marcio Cavalieri, RMA, Ciro Dias Reis, Imagem Corporativa, Eduardo Vieira, Ideal H+K Strategies, Ricardo Cesar, Ideal H+K Strategies, Cristina Schachtitz, Edelman Significa, Gustavo Graça, In Press Porter Novelli, José Luiz Schiavoni, Weber Shandwick e Rose Pimentel, In Press Porter Novelli.

 

Veja a pesquisa completa: http://scopen.com/section/investigacion

Fonte: https://goo.gl/3WYJ1s